Home > Revista Gerência de Riscos e Seguros > Estudos > Os 15 maiores fabricantes mundiais de aerogeradores
aerogeneradores-portada-933x526

Os 15 maiores fabricantes mundiais de aerogeradores

Compartilhamos uma publicação de El Periódico de la Energía, baseada no relatório anual Global Wind Market Development – Supply Side Data 2018, segundo o qual em 2018 foram instalados no mundo 20.641 aerogeradores com capacidade de 50.617 MW. O relatório revela que mais da metade dos 15 principais fabricantes de aerogeradores (oito) são chineses

Segundo esse documento, Vestas obteve o título de maior provedor de turbinas do mundo em 2018, graças a sua ampla estratégia de diversificação geográfica e ao sólido desempenho na região das Américas. Goldwind escalou uma posição e alcançou o segundo lugar da classificação, depois que sua participação no mercado nacional espanhol aumentasse 5,1%, em 2018. Siemens Gamesa perdeu uma posição e caiu para o terceiro lugar, principalmente devido a uma menor instalação no Reino Unido, Alemanha e Índia em 2018.

O relatório mostra que os sistemas de aerogeradores adaptados continuam como a opção preferida da tecnologia eólica. A participação de mercado dos sistemas convencionais de alta velocidade e das turbinas de velocidade média aumentaram até alcançar 69,7% e 3,7% do mercado, respectivamente, enquanto a participação de mercado da turbina eólica de acionamento direto teve uma redução de quase 2% até 26,6% devido, principalmente, à queda no número de turbinas eólicas instaladas pela alemã Enercon, em 2018. Os principais provedores em cada uma das três categorias da tecnologia (transmissão de alta velocidade, transmissão de velocidade média e transmissão direta) em 2018 foram Vestas, Mingyang e Goldwind, respectivamente.

Ben Backwell, CEO de GWEC, comentou: “O fato de que os provedores de primeiro nível obtivessem maior participação de mercado em um ano em que as novas instalações diminuíram 3%, reforça que o trabalho duro dos provedores globais líderes, centrado na inovação de produtos e nas soluções de valor agregado, finalmente deu fruto. Apesar de existirem 8 fabricantes chineses incluídos no top 15, o panorama muda radicalmente quando são excluídas as vendas no mercado nacional chinês. Além da Goldwind, nenhum dos provedores chineses instalou suficiente capacidade eólica no mercado estrangeiro para ser incluído no top 10 de 2018”.

Feng Zhao, diretor de Estratégia de GWEC, disse: “Em 2018, temos observado maior consolidação na área da oferta. A severa concorrência, resultante da transição de Feed-in-Tariff aos leilões, fez outros sete fabricantes de turbinas pequenas abandonar o mercado no ano passado. É provável que essa tendência continue na China, apesar de que há 19 OEM locais de turbinas ativos nesse país. O próximo leilão e o objetivo do governo central de alcançar a paridade da rede, no início da década de 2020, obrigará muitos vendedores chineses de turbinas de pequeno e médio porte a renunciar a suas atividades de produção de aerogeradores”.

GE Renewable Energy conservou a quarta posição aproveitando um melhor desempenho no mercado norte-americano, onde recuperou o posto como provedor número 1 do mercado. Envision substituiu Enercon no quinto lugar, principalmente devido a seu forte crescimento na China e à forte queda das instalações no mercado nacional alemão de Enercon em 2018.

Os provedores chineses Mingyang, United Power e Sewind passaram à sétima, nona e décima posição, respectivamente, o que pode ser atribuído, em grande medida, ao desempenho estável em seus mercados locais. Suzlon desapareceu da classificação do ranking dos 10 melhores provedores de turbinas em 2018, basicamente como resultado da redução das instalações, em até uma terceira parte, em seu mercado local da Índia.

Senvion caiu três posições até o posto 12, devido à redução para metade das novas instalações na Alemanha, em 2018. Os provedores chineses CSIC Haizhuang e XEMC permaneceram entre os 15 primeiros, no entanto, ambos perderam cota de mercado em 2018.

donwload pdf
Resumo de quinta-feira – Jornadas Internacionais XXIX

Resumo de quinta-feira – Jornadas Internacionais XXIX

Quinta-feira, 6 de junho Eduardo Pérez de Lema, presidente da MAPFRE Global Risks, recebeu centenas de participantes que lotaram o grande auditório FYCMA em Málaga, cidade anfitriã das Jornadas Internacionais da empresa em seu décimo quinto aniversário. Após traçar um...

ler mais