Home > Revista Gerência de Riscos e Seguros > Notícias > Conferência Latino-Americana de Recursos Naturais 2022

Conferência Latino-Americana de Recursos Naturais 2022

Entre os dias 13 e 15 de junho, aconteceu a Conferência Latino-Americana de Recursos Naturais organizada pela Willis Towers Watson em Cartagena das Índias, na Colômbia. Um evento de alto nível que reuniu mais de 120 profissionais, entre eles os gerentes de riscos de empresas industriais latino-americanas importantes (petrolíferas, mineradoras, construtoras, etc.), bem como diretores das principais seguradoras e resseguradoras que operam na região.

O objetivo do encontro era explorar como as empresas latino-americanas de Recursos Naturais gerenciam os riscos derivados da transição energética no marco de ESG.

O Presidente da Colômbia, Iván Duque, abriu a conferência expondo os êxitos do país em Transição Energética, pelos quais a WTW entregou-lhe um reconhecimento por seu esforço, gerenciamento e liderança nesse campo.

Além disso, propôs a agenda ambiental Mudança para Zero para conseguir ser neutro em carbono em 2050, destacou a capacidade do país em receber negócios verdes e defendeu que, para conseguir proteger o meio ambiente, é fundamental usar a tecnologia, defendendo o termo “susTECntabilidade”.

Esta edição contou com a participação de César López, Subdiretor de Energia da MAPFRE GLOBAL RISKS, que explicou o compromisso da empresa com o meio ambiente e o Plano de Sustentabilidade da MAPFRE para o triênio 2022-2024.

Ao longo de sua palestra, ele compartilhou as bases sobre as quais a MAPFRE apoia um modelo de assinatura sustentável que se traduz nas seguintes linhas de ação:

  • Expansão de um modelo de análise ESG em assinatura. Nosso objetivo: atingir 90% de operações analisadas com critérios ESG em 2022.
  • Não assegurar nenhum novo projeto relacionado com a extração ou o transporte de areia de alcatrão.
  • Não assegurar novos projetos offshore/onshore que se desenvolvam no Ártico para a extração de gás ou petróleo e seu transporte.
  • Não assegurar empresas de carvão, gás e petróleo que não se comprometam com um plano de transição energética confiável.
  • Contribuir para a redução da brecha de proteção, aumentando nosso apoio via resseguro de catástrofes naturais em países em desenvolvimento, e procurando oportunidades de colaboração em iniciativas público-privadas.

Em relação aos desafios que o setor segurador enfrenta, e mais concretamente no negócio de Petróleo e Gás, liderado por César, ele destacou que, dentro do cumprimento estrito dos compromissos públicos adquiridos por Antonio Huertas, Presidente da MAPFRE, surge a oportunidade de tornar-se um elemento de ajuda na transformação energética dos assegurados afetados por essas restrições. Favorecer tal transformação com assessoramento técnico moderno prestado pelo Setor de Engenharia. Não em vão, a MAPFRE GLOBAL RISKS põe à disposição de seus clientes todo o conhecimento técnico sobre tecnologias limpas, como são as Energias Renováveis, adquirido há várias décadas e permanentemente atualizado.

donwload pdf
A Inteligência Artificial na gestão de riscos

A Inteligência Artificial na gestão de riscos

A IA foi um tema transversal na XXIX edição das Jornadas Internacionais Global Risks da MAPFRE, realizada no último mês de junho. Foi o eixo central de uma das palestras de mais destaque do evento, abordando seu impacto na gestão de riscos globais. Tendo como...

ler mais