Home > Revista Gerência de Riscos e Seguros > Entrevistas > “Uma das maiores conquistas da humanidade foi a eliminação de barreiras físicas, culturais e econômicas permitida pela tecnologia”
Foto-portada933x526

“Uma das maiores conquistas da humanidade foi a eliminação de barreiras físicas, culturais e econômicas permitida pela tecnologia”

A tecnologia virou o mundo do avesso como nós o conhecíamos, e um dos setores que mais notou foi o comércio. Mariangela Marseglia é testemunha de exceção desta transformação, já que leva quase dez anos fazendo parte da Amazon, uma das companhias mais importantes e disruptivas do panorama atual. Formada no âmbito da gestão econômica, desenvolveu uma carreira muito vinculada ao ramo técnico, e desde a primavera de 2018 é a máxima responsável pelo negócio da companhia na Espanha e Itália.

Distinguida por ser uma das mulheres que mais contribuiu para o setor tecnológico, nos fala das imensas possibilidades do e-Commerce e do compromisso da Amazon com a inovação e o meio ambiente.

1.     Foi escolhida por STEM como uma das cinquenta mulheres que destacam por sua contribuição no mundo da tecnologia. Poderia nos comentar brevemente quais foram os aspectos mais valorizados de sua contribuição, para a obtenção deste reconhecimento?

Para mim é uma honra ter sido escolhida, mas o importante não é que eu esteja nesta lista por liderar o negócio da Amazon na Espanha e Itália; o que é relevante é que através deste tipo de iniciativas se dê visibilidade ao talento feminino nas carreiras tecnológicas e STEM. Um dos desafios que temos como sociedade, e no qual as companhias estão cada vez mais envolvidas, é conseguir a diversidade e a inclusão em nossas organizações. Potencializar o talento feminino nas carreiras técnicas é uma disciplina pendente sobre a qual nós da Amazon estamos concentrando muitos esforços através de várias iniciativas e bolsas. Por exemplo, colaboramos com Technovation, um programa que tenta aproximar jovens de entre 10 e 18 anos à tecnologia e ao empreendimento. Este ano, mais de 90 colegas na Espanha colaboraram como mentores e juízes.

A escassez de referências femininas que animem as meninas a apostar em carreiras científicas e/ou tecnológicas continua sendo um obstáculo importante. Por isso, iniciativas como estas são importantes e necessárias para expor o talento feminino que existe no setor. Se o fato de que me tenham escolhido para fazer parte desta lista inspira a pelo menos uma menina a estudar uma carreira STEM, já terá valido a pena.

2.       Em 2018, a infraestrutura de AWS da Amazon estava respaldada 50% pela energia renovável, e acabam de anunciar três novos projetos de energia eólica na Irlanda, Suécia e Estados Unidos. Qual é o objetivo da companhia neste sentido e que desafios visualiza para sua consecução? 

Na Amazon temos um firme compromisso com a sustentabilidade e o meio ambiente, e por isso em todas as nossas sedes realizamos programas de boas práticas energéticas e meio ambientais. Desenvolvemos o Certificado Abre Fácil de nossos pacotes, que nos permite ser respeitosos usando a mínima embalagem, e instalamos placas solares nos telhados de nossos centros e estações logísticas. Além disso, em 2015 assinamos junto com outras 150 companhias a ‘American Business Act On Climate Pledge’, uma iniciativa impulsionada pela Casa Branca para combater a Mudança Climática. Temos como objetivo que em 2030 50% dos envios sejam zero emissões. Na AWS apostamos pela energia eólica e solar com o fim de conseguir que 100% do consumo para o funcionamento da infraestrutura provenha das renováveis.

3.       A Amazon conta em Barcelona com um centro de I+D especializado em Machine Learning e Big Data. Sobre que aspectos de suas aplicações se centram as pesquisas?

Efetivamente, Barcelona é a terceira cidade europeia na qual a companhia instala um equipamento de Machine Learning, depois de Berlim e Cambridge, que trabalha para identificar de forma automática padrões e modelos a partir de extensas bases de dados com o fim de fazer predições com grande precisão. A capacidade para prever a demanda dos clientes, a tradução de informação dos produtos e o reconhecimento automático de voz são só alguns exemplos de como a aprendizagem automática vai permitir oferecer preços mais baixos, uma maior seleção e uma melhor experiência de usuário.

O de Barcelona não é o único centro P&D que temos na Espanha. Em 2016, a Amazon escolheu Madri para estabelecer seu Centro de Desenvolvimento de Software (Tech Hub) no Sul da Europa. Hoje em dia temos uns 270 profissionais entre os dois centros e pensamos atrair muitos mais. Há pouco tempo anunciamos a contratação de 200 pessoas antes do final de 2020 para trabalhar em tecnologias relacionadas com o Kindle e livros em geral. A Espanha está se tornando uma referência e foco de atração de talento internacional.

Muitos dos produtos e serviços favoritos de nossos clientes foram desenvolvidos na Europa. Como, por exemplo, Alexa, que encontrou sua voz graças às equipes da Polônia, e aprendeu a responder perguntas com a ajuda de equipes do Reino Unido. Ou os serviços de tradução automática, que permitem aos vendedores de qualquer país exportar para o mundo inteiro, e que foram inventados e desenvolvidos na Alemanha. A Amazon tem um compromisso a longo prazo para investir em inovação na Europa.

“O e-Commerce na Espanha está crescendo muito e de forma rápida, apesar de que ainda é um mercado pequeno comparado com outros países”

4.       Na sua opinião, como estão sendo adaptados os grandes setores empresariais para os novos modelos comerciais e transacionais que estão propiciando a evolução tecnológica e o e-Commerce?

O e-Commerce na Espanha está crescendo muito e de forma rápida, apesar de que ainda é um mercado pequeno comparado com outros países. Segundo os últimos dados da CNMC, em 2018 alcançou os 40.000 milhões de euros, sendo os setores das agências de viagem e do transporte aéreo os que mais faturaram. Se colocamos o foco no Retail no âmbito global, a Espanha representa 6% do comércio total, uma cifra ainda distante de outros países europeus (o Reino Unido, por exemplo, supõe 14%). Isto só significa que ainda existem muitas oportunidades, apesar do rápido crescimento.

Na Amazon vendem mais de 8.000 PMEs espanholas de todos os setores e 75% delas vendem para outros países. Somente em 2018 foram registradas exportações no valor de 400 milhões de euros, o que supõe um crescimento de 50%.

E não somente falamos de grandes empresas. O e-Commerce é também uma oportunidade para os empreendedores e para as PMEs. Na Amazon vendem mais de 8.000 PMEs espanholas de todos os setores e 75% delas vendem para outros países. Somente em 2018 foram registradas exportações no valor de 400 milhões de euros, o que supõe um crescimento de 50%. O e-Commerce é uma grande oportunidade na hora de exportar, já que se pode fazer facilmente sem um grande investimento prévio e sem necessidade de equipes ou presença física nos países de destino.

5.       Do seu ponto de vista, quais serão as principais tendências e tecnologias que marcarão o futuro das grandes empresas?

Na Amazon trabalhamos com tecnologias de ponta em aplicativos, como Machine Learning, robótica ou serviços ativados por voz. No entanto, acredito que uma das maiores conquistas da humanidade foi a eliminação das barreiras físicas, culturais e econômicas que a tecnologia permitiu. Hoje todos, e não apenas as elites, têm acesso a informação em tempo real, podem descobrir culturas distantes, inspirar-se, aprender novas habilidades, etc. Os empreendedores de todos os tamanhos, tanto grandes como pequenos, podem encontrar novas formas de desenvolver seu negócio além de sua própria cidade ou país. A tecnologia também será chave para fazer com que nosso progresso socioeconômico seja sustentável para nosso planeta e para toda a população mundial, não somente para o mundo desenvolvido. Isso requererá muito talento e uma forma nova e mais cooperativa de fazer as coisas envolvendo o setor público e privado, corporações e startups, acadêmicos, sociedade civil, etc. Devemos trabalhar juntos e inovar fazendo o que melhor sabemos fazer; seremos mais inteligentes e mais rápidos para resolver os grandes desafios que a humanidade enfrentará.

Mariangela Marseglia

se licenció en Economía y Gestión por la Università Cattolica del Sacro Cuore en Milán, y trabajó durante más de diez años en consultoría, marketing y desarrollo de negocio en compañías multinacionales como Price Waterhouse Coopers, Unilever y Mars Inc. Se incorporó a Amazon en 2010, donde ocupó diversas posiciones de liderazgo dentro de la compañía, la más reciente como directora de Prime Now, el servicio de entregas ultrarrápidas en una o dos horas para clientes Amazon Prime. Desde 2018, es Country Manager de Amazon.es y Amazon.it.

Mariangela está casada com Stefania, com quem tem um filho, Leonardo, que acabou de fazer um ano. Ela adora ler, especialmente autores nórdicos e norte-americanos, e alguns de seus livros favoritos são ‘Stoner’ de J. E. Williams e ‘American Pastoral’ de Philip Roth. Também gosta das obras de ficção científica de Isaac Asimov ou Philip K. Dick. Também é apaixonada pela fotografia, e alguns de seus trabalhos foram publicados. Ela gosta da jardinagem, da qual desfruta em sua varanda durante os fins de semana.

donwload pdf
Resumo de quinta-feira – Jornadas Internacionais XXIX

Resumo de quinta-feira – Jornadas Internacionais XXIX

Quinta-feira, 6 de junho Eduardo Pérez de Lema, presidente da MAPFRE Global Risks, recebeu centenas de participantes que lotaram o grande auditório FYCMA em Málaga, cidade anfitriã das Jornadas Internacionais da empresa em seu décimo quinto aniversário. Após traçar um...

ler mais