Home > Revista Gerência de Riscos e Seguros > Entrevistas > “É preciso estar perto do cliente, sentir o cliente, colocar nossa alma”
mgrtalks

“É preciso estar perto do cliente, sentir o cliente, colocar nossa alma”

Às vésperas de iniciar uma nova etapa de sua vida, conversamos com Alfredo Arán…

Bosco Francoy, CEO da MAPFRE Global Risks, recebe na segunda edição do MAPFRE Global Risks Talks uma pessoa muito querida dentro e fora da MAPFRE: Alfredo Arán, Diretor Geral de Negócios Globais e Corretores da MAPFRE IBÉRIA, perto de sua aposentadoria, mas com muitos e empolgantes projetos pela frente, como ele descreve, ele nos deixa um enorme legado.

Às vésperas de começar esta nova etapa de sua vida, Alfredo fala durante esta agradável conversa sobre seu começo no mundo dos seguros, suas lembranças mais queridas, seus planos e, é claro, de seu otimismo e da forma de enfrentar a vida, que são suas características especiais.

Como salienta Bosco durante a conversa, Alfredo é realmente uma figura muito conhecida no ambiente segurador, que quase não requer de apresentações. Mas para quem não o conhece, em poucas palavras, Alfredo assumiu na MAPFRE importantes responsabilidades nos 16 cargos executivos que desempenhou. Entre eles, encontra-se seu importante papel na criação da MAPFRE Global Risks, a Unidade da MAPFRE especializada nos Grandes Riscos, e o protagonismo chave na configuração e organização de muitas edições do evento estrela da entidade: as conceituadas Jornadas Internacionais Global Risks da MAPFRE. Caracteriza-se pelo seu tratamento cordial e próximo com colegas, colaboradores, brokers, clientes, etc. Com muitos deles construiu uma relação que conserva há mais de 30 anos.

Alfredo, no decorrer da conversa com Bosco, conta como concebe o negócio e expressa que é através da faceta humana e das relações. “Vivemos bons e maus momentos com os clientes, sinistros, atravessamos ciclos de mercado muito difíceis e continuamos juntos”.

Além disso, Alfredo valoriza de forma muito especial o papel dos brokers e a positiva evolução da relação com eles. “O corretor é um agente importantíssimo na MAPFRE”, assinala.

Cheio de boas lembranças e anedotas, Alfredo se mostra satisfeito na área profissional e comenta que, a partir de agora, será sua faceta familiar que prevalecerá. Como bem fala, ele enxerga a necessidade de equilibrar esse aspecto da sua vida, após tantos e intensos anos de trabalho. É com essa família que ele está muito agradecido, pela paciência e pelo acompanhamento recebido em sua vasta trajetória profissional em todo momento.

Destacamos 5 reflexões chave deixadas por Alfredo Arán:

  1. Sobre a maneira de enfrentar a vida: “Se você for generoso, se você der para as pessoas, no final receberá muito mais do que entregou”.
  2. O orgulho de fazer parte da MAPFRE: “Dos valores da empresa, destaco o profissionalismo, a ética, o trabalho social, essa satisfação que todos nós sentimos, porque parte de nosso esforço e de nosso trabalho é retribuído para a sociedade através da Fundação” .
  3. Sua maneira de entender o negócio: “É preciso estar perto do cliente, sentir o cliente, colocar nossa alma”.
  4. Sobre as Jornadas Internacionais Global Risks: “Um fator chave de nossas Jornadas é que todo o protagonismo está em nossos clientes, brokers, resseguradoras, para que eles possam contar suas experiências, fazer networking. As jornadas são deles”.
  5. Para o futuro: “Equilibrar minha vida com a família, os amigos e voltar à universidade para estudar Humanidades”.
donwload pdf
A Inteligência Artificial na gestão de riscos

A Inteligência Artificial na gestão de riscos

A IA foi um tema transversal na XXIX edição das Jornadas Internacionais Global Risks da MAPFRE, realizada no último mês de junho. Foi o eixo central de uma das palestras de mais destaque do evento, abordando seu impacto na gestão de riscos globais. Tendo como...

ler mais